terça-feira, 29 de junho de 2010

Ártemis


Óleo sobre tela

"Ártemis"

Dimensões: 0,80X0,90

Sandra Honors/2010


O culto de Ártemis em Brauron era comandado pelas sacerdotisas da Deusa, e as jovens meninas que participavam deste culto eram selecionadas dentre as melhores famílias atenienses. O rito iniciático pelo qual estas jovens passavam era composto por três graus: arrhephoros (portadora de coisas secretas), aletris (moedora) e arktos (ursa).

Estes graus eram conferidos na medida em que as jovens gregas desenvolviam os primeiros sinais de sua sexualidade. Os ritos de cada um destes graus eram compostos por atividades que tinham como objetivo instruir a jovens sob o caráter sagrado da energia criadora que gradualmente expressavam através de seus corpos. As meninas arrhephoros eram as mais jovens, e nos ritos carregavam objetos sagrados, ocultos no interior de cestas, simbolizando a sexualidade ainda latente e não desenvolvida. No interior de seus corpos que ainda não tinham se desenvolvido sexualmente, havia a energia criadora, a sexualidade sagrada ainda em forma potencial.

As meninas aletris eram instruídas a moer sementes e produzir bolos que seriam oferecidos à Ártemis durante a cerimônia. Um pouco mais velhas que as meninas arrhephoros, as meninas aletris começavam a expressar através do corpo a sexualidade, tornando necessária uma orientação simbólica que as preparasse para as futuras etapas de amadurecimento sexual. Portanto, os desejos sexuais eram simbolizados pelas sementes, que deveriam ser trituradas para produzir alimento, pois eram ainda imaturas para produzir novos frutos.

As meninas arktos já alcançaram a idade suficiente para receber instruções que as preparariam para uma futura vida sexual ativa durante o casamento. Nas cerimônias de Arkteia, elas representavam as ursas de Ártemis, que significava serem consagradas à deusa. Duranto os ritos, elas dançavam e corriam nuas ao redor dos altares sagrados, expressando ao mesmo tempo a naturalidade e a sacralidade da sexualidade.

A artemísia é uma planta que carrega o potencial simbolizado por esta poderosa deusa dos tempos antigos. Seu aspecto mágico está ligado às forças naturais que gravitam em torno da feminilidade, em especial a fertilidade e a concepção. É por este motivo que o poder mágico desta planta pode ser utilizado, pois seu elemental mobiliza as forças ocultas da natureza de modo que o operador, guardador dos preceitos de Ártemis, encontre um ambiente fértil e seja capaz de dar à luz seus projetos e intenções.

fonte:http://www.gnostica.org.br/a-deusa-artemis-e-a-magia-elemental-da-artemisia/

Um comentário:

Ana Fran disse...

Linda sua pintura...parabéns!!!! Tbm tenho um blog ana fran atelier...de uma olhadinha ....é meu atelier onde dou aulas de pintura!!!! bjinhosssss